POR ALGUÉM QUE ACABA DE MORRER

Deus Todo-Poderoso, que vossa misericórdia se estenda sobre a alma de .......... que vindes de chamar para vós. Possam as provas que ele (ou ela) suportou na Terra lhe serem contadas, e nossas preces abrandar e abreviar as penas que pode ainda experimentar como espírito! Bons Espíritos que viestes recebê-lo, e vós sobretudo seu anjo guardião, assiste-o para ajudá-lo a se despojar da matéria; dai-lhe a luz e a consciência de si mesmo, a fim de tirá-lo da perturbação que acompanha a passagem da vida corporal para a vida espiritual. Inspira-lhe o arrependimento das faltas que pôde cometer, e o desejo que lhe seja permitido repará-las para apressar seu adiantamento para a vida eterna feliz. ........., vindes de reentrar no mundo dos Espíritos, e entretanto estais aqui presente entre nós; nos vedes e nos ouvis, porque não há de menos entre nós e vós senão o corpo perecível que vindes de deixar e que logo será reduzido a pó. Deixastes o grosseiro envoltório sujeito às vicissitudes e à morte, e não haveis conservado senão o envoltório etéreo, imperecível e inacessível aos sofrimentos. Se não viveis mais pelo corpo, viveis da vida dos Espíritos, e essa vida é isenta das misérias que afligem a Humanidade. Não tendes mais o véu que oculta aos nossos olhos os esplendores da vida futura; podeis, de hoje em diante, contemplar novas maravilhas, ao passo que nós estamos ainda mergulhados nas trevas.

Ides percorrer o espaço e visitar os mundos em inteira liberdade, ao passo que nós rastejamos penosamente sobre a Terra, onde nos retém nosso corpo material, semelhante para nós a um pesado fardo. O horizonte do infinito vai se desenrolar diante de vós, e, em presença de tanta grandeza, compreendereis a vaidade dos nossos desejos terrestres, das nossas ambições mundanas e das alegrias fúteis das quais os homens fazem suas delícias. A morte não é, entre os homens, senão uma separação material de alguns instantes. Do lugar de exílio, onde nos retém ainda a vontade de Deus, assim como os deveres que temos a cumprir neste mundo, nós vos seguiremos pelo pensamento até o momento em que nos será permitido nos reunirmos a vós, como estais reunido com aqueles que vos precederam. Se não podemos ir perto de vós, podeis vir de nós. Vinde, pois, entre aqueles que vos amam e que haveis amado; sustentai-os nas provas da vida; velai sobre aqueles que vos são caros; protegei-os segundo vosso poder, e abrandai seus pesares pelo pensamento de que estais mais feliz agora, e a consoladora certeza de estarem um dia reunidos a vós num mundo melhor. No mundo em que estais, todos os ressentimentos terrestres devem se extinguir. Para vossa felicidade futura, de hoje em diante, que possais a eles ser inacessível. perdoai, pois, àqueles que procederam mal para convosco, como vos perdoam os que podeis ter procedido mal para com eles.

Nota: Podem-se ajuntar a esta prece, que se aplica a todos, algumas palavras especiais, segundo as circunstâncias particulares de família ou de relações e a posição do falecimento. Se se trata de uma criança, o espiritismo nos ensina que não é um Espírito de criação recente, mas que já viveu e pode estar já muito avançado. se sua última existência foi curta, é que ela não era senão um complemento de prova ou devia ser uma prova para os pais. (Cap. V nº 21).

(Outra) Senhor Todo-Poderoso, que a vossa misericórdia indulgência em favor daquele dos nossos irmãos que vem de deixar a Terra. Que a vossa luz brilhe aos seus olhos. Afastai-os das trevas; abri seus olhos e seus ouvidos. Que vossos bons Espíritos os envolvam e lhes façam ouvir palavras de paz e de esperança. Senhor, por indignos que sejamos, ousamos implorar a vossa misericórdia indulgência em favor daquele dos nossos irmãos que vem de ser chamado do exílio; fazei com que seu retorno seja o do filho pródigo. Olvidai, meu Deus, as faltas que ele pôde cometer para vos lembrar do bem que pôde fazer. Vossa justiça é imutável, nós o sabemos, mas o vosso amor é imenso; nós vos suplicamos abrandar vossa justiça por essa fonte de bondade que provém de vós. Que a luz se faça para vós, meu irmão, que vindes de deixar a Terra. Que os bons Espíritos do senhor desçam até vós, vos envolvam e vos ajudem a sacudir vossas cadeias terrestres. Compreendei e vede a grandeza de nosso Senhor; submetei-vos sem murmurar à sua justiça, mas não desespereis jamais da sua misericórdia. Irmão! que um sério retorno no vosso passado vos abra as portas do futuro em vos fazendo compreender as faltas que deixastes atrás de vós, e o trabalho que vos resta fazer para repará-las. Que Deus vos perdoe, e que os bons Espíritos vos sustentem e vos encorajem. Vosso irmãos na Terra orarão por vós, e vos pedem orar por eles.

PELAS PESSOAS A QUEM TIVEMOS AFEIÇÃO

Dignai-vos, meu Deus, acolher favoravelmente a prece que vos dirijo pelo Espírito de ..............; fazei-lhe entrever vossas divinas claridades, e tornai-lhe fácil o caminho da felicidade eterna. Permiti que os bons Espíritos levem a ele minhas palavras e meu pensamento. Tu que me eras caro neste mundo, ouve minha voz que te chama para te dar um novo testemunho da minha afeição. Deus permitiu que fosses libertado primeiro; eu não poderia me lamentar com isso sem egoísmo, porque seria estar aflito por não ter mais para ti as penas e os sofrimentos da vida. Espero, pois, com resignação, o momento da nossa união no mundo mais feliz, no qual me precedeste. Eu sei que a nossa separação não é senão momentânea, e que, tão longa que me possa parecer, sua duração se apaga diante da eternidade da felicidade que Deus promete aos seus eleitos. Que sua bondade me preserve de nada fazer que possa retardar esse instante desejado, e que me poupe assim a dor de não te reencontrar ao sair do meu cativeiro terreno. Óh! como é doce e consoladora a certeza de que não há entre nós senão um véu material que te oculta à minha visão! Que tu possas estar aqui, ao meu lado, me ver e em ouvir como antigamente, e melhor ainda do que antigamente; que não me olvides mais, e que eu mesmo não te olvide; que os nossos pensamentos não cessem de se confundir, e que o teu me siga e me sustente sempre. Que a paz do Senhor seja contigo.

PELAS ALMAS SOFREDORAS QUE PEDEM PRECES

Deus clemente e misericordioso, que a vossa bondade se estenda sobre todos os Espíritos que se recomendam às nossas preces, notadamente sobre a alma de ......... Bons Espíritos, para os quais o bem é a única ocupação, intercedei comigo pelo seu alívio. Fazei brilhar, aos seus olhos, um raio de esperança, e que a divina luz os esclareça sobre as imperfeições que os afastam da morada dos felizes. Abri seu coração ao arrependimento e ao desejo de se depurar para apressar seu adiantamento. fazei-os compreender que, pelos seus esforços, eles podem abreviar o tempo das suas provas. Que Deus, em sua bondade lhes dê a força de perseveras em suas boas resoluções! Possam estas palavras benevolentes abrandar suas penas, em lhes mostrando que há, na Terra, seres que sabem deles se compadecer e que desejam sua felicidade.

(Outra) Nós vos pedimos, Senhor, derramar, sobre todos aqueles que sofrem, seja no espaço como Espíritos errantes, seja entre nós como Espíritos encarnados, as graças do vosso amor e da vossa misericórdia. Apiedai-vos das nossas fraquezas. Falíveis nos fizestes, mas nos haveis dado a força de resistir aos seus maus pendores, e estão ainda arrastados para um mau caminho. Que vossos bons Espíritos os envolvam; que a vossa luz brilhe aos seus olhos, e que, atraídos pelo seu calor vivificante, eles venham se prosternar aos vossos pés, humildes, arrependidos e submissos. Nós vos pedimos igualmente, pai de misericórdia, por aqueles dos nossos irmãos que não tiveram a força de suportar suas provas terrestres. Vós nos destes um fardo a carregar, Senhor, e não devemos depô-lo senão aos vossos pés; mas nossa fraqueza é grande e a coragem nos falta, às vezes, no caminho. Tende piedade destes servidores indolentes que abandonaram a obra antes da hora; que a vossa justiça ao poupe e permita aos vossos bons Espíritos lhes trazer o alívio, as consolações e a esperança do futuro. O caminho do perdão é fortificante para a alma; mostrai-o, Senhor, aos culpados que desesperam, e sustentados por essa esperança, eles, haurirão forças na grandeza mesma de suas faltas, e de seus sofrimentos, para resgatar seu passado e se preparar para conquistar o futuro.

POR UM INIMIGO MORTO

Senhor, vos aprouve chamar, antes de mim, a alma de .........Eu o perdôo do mal que me fez, e suas más intenções a meu respeito; possa ele disso se arrepender, agora que não tem mais as ilusões deste mundo. Que a vossa misericórdia, meu Deus, se estenda sobre ele, e afastai de mim o pensamento de me alegrar com a sua morte. se eu procedi mal para com ele, que me perdoe, como olvido aqueles que assim procederam para comigo.

POR UM CRIMINOSO

Senhor, Deus de misericórdia, não repilais esse criminoso que vem de deixar a Terra; a justiça dos homens pôde atingi-lo, entretanto, não o isentou da vossa justiça, se seu coração não foi tocado pelo remorso. Erguei a venda que lhe oculta a gravidade das suas faltas; possa seu arrependimento encontrar graça diante de vós e aliviar os sofrimentos da sua alma! Possam também nossas preces e a intercessão dos Bons espíritos levar-lhe a esperança e a consolação; inspirai-lhe o desejo de reparar suas más ações numa nova existência, e lhe dar a força de não sucumbir nas novas lutas que empreenderá.
Senhor, tende piedade dele!

POR UM SUICIDA

Sabemos, ó meu Deus, a sorte reservada àqueles que violam vossas leis, abreviando voluntariamente seus dias; mas sabemos também que a vossa misericórdia é infinita: dignai estendê-la sobre a alma de ..... Possam nossas preces e a vossa comiseração abrandar a amargura dos sofrimentos que ele experimenta por não ter tido a coragem de esperar o fim das suas provas! Bons Espíritos, cuja missão é assistir os infelizes, tomai-o sob a vossa proteção; inspirai-lhe o arrependimento de sua falta, e que a vossa assistência lhe dê a força de suportar com mais resignação as novas provas que terá de sofrer para repará-la. Afastai dele os maus Espíritos que poderiam, de novo, levá-lo ao mal, e prolongar seus sofrimentos, fazendo-o perder o fruto das suas futuras provas. Vós, cuja infelicidade é o objeto das nossas preces, que a nossa comiseração possa abrandar-vos a amargura, em fazer nascer em vós a esperança de um futuro melhor! Esse futuro está nas vossas mãos; confiai-vos à bondade de Deus, cujo seio está aberto a todos os arrependidos, e não permanece fechado senão para os corações endurecidos.

PELOS ESPÍRITOS ARREPENDIDOS

Deus de misericórdia que aceitais o arrependimento sincero do pecador, encarnado ou desencarnado, eis um Espírito que se comprazia no mal, mas que reconhece seus erros e entra no bom caminho; dignai; ó Deus, recebê-lo como um filho pródigo e perdoai-lhe. Bons Espíritos, cuja voz ele desconheceu, quer vos escutar de hoje em diante; permiti-lhe entrever a felicidade dos eleitos do Senhor, a fim de que persista no desejo de se purificar para alcança-lo; sustentai-o em suas boas resoluções e dai-lhe a força de resistir aos seus maus instintos. Espírito de ......, nós vos felicitamos pela vossa mudança, e agradecemos aos bons Espíritos que vos ajudaram. Se vos comprazíeis outrora em fazer o mal, é porque não compreendíeis o quanto é doce a alegria de fazer o bem; vós vos sentíeis também mito baixo para esperar atingi-lo. mas desde o instante em que haveis colocado o pé no bom caminho, uma luz se fez para vós; começastes a provar uma felicidade desconhecida, e a esperança entrou no vosso coração. É que Deus escuta sempre a prece do pecador arrependido e não repele nenhum daqueles que vão a ele.
Para entrar completamente em graça junto dele, aplicai-vos de hoje em diante, não somente a não mais fazer o mal; mas a fazer o bem, e sobretudo a reparar o mal que haveis feito; então, tereis satisfeito a justiça de deus; cada boa ação apagará uma das vossas faltas passadas. O primeiro passo está dado; agora mais avançareis, mais o caminho vos parecerá fácil e agradável. Perseverai, pois, e um dia, tereis a glória de contar entre os bons Espíritos e os Espíritos felizes.

PELOS ESPÍRITOS ENDURECIDOS

Senhor, dignai-vos lançar um olhar de bondade sobre os Espíritos imperfeitos que estão ainda nas trevas da ignorância e vos desconhecem, notadamente sobre o de ....... Bons Espíritos, ajudai-nos a fazê-lo compreender que induzindo os homens ao mal, obsediando-os e atormentando-os, prolonga seus próprios sofrimentos; fazei com que o exemplo de felicidade da qual gozais, seja um encorajamento para ele. Espíritos que vos comprazeis ainda no mal, vindes de ouvir a prece que fizemos por vós; ela deve vos provar que desejamos vos fazer o bem, embora façais o mal. Sois infelizes, porque é impossível ser feliz fazendo o mal; porque; pois permanecer em pena quando depende de vós dela sair? Olhai os bons Espíritos que vos cercam; vede quanto são felizes, e se não vos seria mais agradável gozar da mesma felicidade! Direis que isso é impossível; mas nada é impossível àquele que quer, porque Deus vos deu, como a todas as suas criaturas, a liberdade de escolher entre o bem e o mal; quer dizer, entre a felicidade e a infelicidade, e ninguém está condenado a fazer o mal. Se tendes a vontade de fazê-lo, podeis ter a de fazer o bem e de ser feliz. Voltai vossos olhares para Deus; elevai-vos um só instante até Ele o pensamento, e um raio de sua divina luz virá vos esclarecer. Dizei conosco estas simples palavras: Meu Deus, eu me arrependo, perdoai-me. Experimentai o arrependimento e fazei o bem, em lugar de fazer o mal, e vereis que logo sua misericórdia se estenderá sobre vós, e que um bem-estar desconhecido virá substituir as angústias que sentis. Uma vez que houverdes dado um passo no bom caminho, o resto do percurso vos parecerá fácil. Compreendereis, então, quanto tempo haveis perdido, por vossa falta, de felicidade; mas um futuro radioso e cheio de esperança se abrirá diante de vós e vos fará esquecer vosso miserável passado, cheio de perturbação e de torturas morais que seriam, para vós, o inferno se devessem durar eternamente. Dia virá em que essas torturas serão tais que, a todo preço, querereis fazê-las cessar; quanto mais esperardes, porém, mais isso vos será difícil. Não creiais que permanecereis sempre no estado em que estais; não, isso é impossível; tendes diante de vós duas perspectivas: uma é a de sofrer muito mais do que sofreis agora, a outra de ser feliz como os bons Espíritos que estão ao vosso redor; a primeira é inevitável se persistis em vossa obstinação, e um simples esforço da vossa vontade basta para vos tirar da má situação em que estais. Apressai-vos, pois, porque cada dia de atraso é um dia perdido para a vossa felicidade. Bons Espíritos, fazei com que estas palavras encontrem acesso nessa alma ainda atrasada, a fim de que a ajudem a se aproximar de Deus. Nós vos pedimos em nome de Jesus Cristo, que teve um tão grande poder sobre os maus Espíritos.

 

 

INDIQUE ESTE SITE !

 

 

Voltar

 

mensageirosdoceu.net - 2004 - 2016 - Todos os Direitos Reservados.