Quero ficar num lugar calmo, sem gritos e lamentações. Quero ver um lindo jardim com crianças brincando, senhoras colhendo flores, quero ver árvores gigantescas com frutas e flores.

Não quero ficar onde estou, aqui é frio, escuro e tem muito choro.


Eu pensei que quando morresse iria para um paraíso, com direito ao descanso eterno. Como fui tolo em acreditar em lugar de tamanha beleza e encantamento.

Deixei-me ser conduzido a um ideal onde só encontrei dores e ranger de dentes.


Fui trazido até aqui por tanto pedir misericórdia e perdão, tirei minha vida por um capricho banal e fútil, sou muito descrente de Deus, não acreditava que uma simples oração fosse me ajudar em meus problemas íntimos.


Sempre quis uma vida fácil, sem trabalho, mas gostava de ter coisas lindas, roupas, perfumes, sapatos e cobrava de minha mãe.

Cheguei a dizer coisas horríveis para ela e minha mãe era uma guerreira que trabalhava como cozinheira em uma grande casa, com pessoas de grandes posses e muito ricas.


Minha mãe sempre trazia roupas doadas para mim, eu aceitava, mas não me convencia de que eram roupas usadas que queria usar. Eu queria mais e mais.

Até que um dia resolvi trabalhar nesta mesma casa como ajudante do jardim, uma profissão pequena e sem importância. Fazia o que tinha que ser feito, mas sem nenhum interesse de minha parte em fazer o meu melhor.


Um dia uma linda moça veio até o meu encontro e perguntou: "Você Gabriel é um rapaz muito bonito e tem mãos boas para cuidar de meu jardim, vejo que as mudas que plantou semana passada estão fortes e querendo desabrochar para nos encantar com sua beleza e cor.

Tenho uma pequena propriedade em lugar um pouco distante daqui, onde gostaria que você cuidasse para mim, você aceitaria?". Pensei em não aceitar, sair de minha casa para viajar todos os dias e ainda cuidar de jardins? Não sei, gostaria de pensar um pouco mais e darei a resposta amanhã, você se importa? Perguntei.


Passaram uns dias ela veio ao meu encontro e eu aceitei ir morar em sua pequena propriedade. Esses dias em que fiquei pensando, comecei a desejar a pequena propriedade, comecei a ver uma possibilidade de ficar com essa linda e inocente dama, minha mente não parava de pensar até que cheguei finalmente a me casar com a pequena dama.


Fui um homem cruel e fiz tanta maldade que ela ficou louca e se suicidou, eu fiquei com toda a sua fortuna, mas enlouqueci, não encontrei a minha paz, fui ficando cada dia mais triste e por onde eu ia conseguia vê-la com seu sorriso, gentileza e o seu olhar meigo para mim, eu conseguia sentir o seu amor e a sua confiança que ela tinha por mim. Não tive como viver mais naquele lugar e fui para cidade.


Na cidade logo encontrei um vicio, onde me deixava um pouco mais calmo, que era a bebida. Até que um dia fui encontrado em lugar escuro e sombrio, e hoje me encontro aqui em busca de um lugar lindo, onde eu possa plantar uma nova história de vida que possa florir lindas rosas vermelhas como os lábios de minha amada Julieta.


Eu amava a minha pequena dama, não tinha conhecimento desse sentimento, só depois da morte que fui capaz de reconhecer.


Sinto muito...

Gabriel Lima.

Psicografia recebida em 2018.
Médium: M. Nicodemos



 


Voltar

 

mensageirosdoceu.net - 2004 - 2009 - mensageirosdoceu.net - 2004 - 2018 - Todos os Direitos Reservados. odTodos os Direitos Reservados.