Como recusar um convite de uma amiga querida, jamais poderia dizer não, então fui à tão sonhada festa e esperada por muitos jovens.


Quando cheguei fiquei deslocado, fui entendendo mais ou menos como seria uma festa banhada no álcool e nas drogas.

Tentei avisar Dolores de que não era lugar para nós e nem um ambiente onde se encaixava com nossas vidas e conduta, mas infelizmente Dolores não me ouvia, fui obrigado a ficar, pois jamais deixaria uma amiga num lugar onde só se via luxuria, sexo e drogas.


Fiquei assustado, pois não tinha conhecimento que Dolores conhecesse tal galera e que era tão querida e aceita no grupo.


Bem! A festa rolou e Dolores sumiu por uns instantes de minha vista, comecei a preocupar e logo sentou uma linda moça do meu lado e foi muito simpática, conversamos muito, tomamos alguns drinks deliciosos, sendo que um deles estava com uma droga colocada em meu copo.

Tomei e entrei em completo transe e não me lembro de nada mais que ocorreu na festa.

Não mais vi Dolores, fui despertar em um hospital algemado, sendo tratado como um criminoso. Eu me desesperei, queria uma explicação do quê estava acontecendo comigo, precisava de uma resposta. Meus pais onde estariam?


Fui tratado como um cachorro, ninguém falava comigo, mas um dia veio a mãe de Dolores conversar comigo.

Em primeiro momento fiquei feliz e logo perguntei por Dolores e o que havia acontecido, pois estava preso e me encontrava em um hospital de recuperação para drogados, sendo que nunca usei droga alguma, foi quando me lembrei da moça simpática e dos drinks.

A senhora começou a chorar do meu lado e havia em seus olhos uma revolta e ao mesmo tempo o por quê? Eu sem saber o que havia acontecido fui e perguntei: "Por que chora? E me crucifica com o olhar? O quê fiz para tanto ódio e tristeza, pois estou aqui sem saber o dia do mês que estou vivendo?


Quando ela resolveu falar que Dolores havia falecido na festa de overdose, fiquei em choque e que eu estava do seu lado inconsciente e totalmente drogado. Fiquei louco, como?

"Eu não faço uso de drogas, colocaram em minha bebida e eu não conhecia ninguém naquela festa, fui convidado por Dolores, ela sim conhecia todos." Comecei a falar, gritar e não me lembro o que aconteceu depois, fiquei desacordado por dias.


Permaneci preso naquele hospital injustamente, tudo que falava para me defender era levado contra mim.

Minha família pouco me visitava, enlouqueci naquele lugar e hoje sou um fraco que infringi as Leis de Deus, pois fui covarde, não encontrei mais palavras para me defender e provar a minha inocência.


Fui tratado como um assassino e cruel, fui condenado por trafico e homicídio, depois do julgamento fui colocado em uma cadeia horrível, imunda e não tinha como sobreviver em tal lugar.


Tirei minha vida consciente da minha inocência e um criminoso para Deus.

Luiz Teixeira.

Psicografia recebida em 2018.


Médium: M. Nicodemos.




Voltar

 

mensageirosdoceu.net - 2004 - 2009 - mensageirosdoceu.net - 2004 - 2018 - Todos os Direitos Reservados. odTodos os Direitos Reservados.