Fato ocorrido no estado de Minas Gerais por volta de 1992

Em certa cidade do interior de Minas vamos encontrar Jordiano um lavrador que aos finais de semana gostava de se divertir nos bailes da cidade

Mas para isso ele tinha que percorrer muitos quilômetros até a Vila mais próxima

Chegando o final de semana ele se preparava para mais uma festa sem saber que algo terrível estava a sua espera no retorno da mesma

Após trabalhar na lavoura o dia todo ele chegou em casa,tomou um banho e jantou e foi se arrumar,afinal já estava escurecendo e ele tinha muito chão a percorrer antes de chegar lá

Despediu de sua mãe e foi para a estrada rumo a Vila naquele começo da noite o tempo já se fazia diferente como a anunciar o que viria na madrugada

Jordiano aos poucos foi sumindo dos olhos de sua mãe que ficava na porta de casa olhando a sua partida

Passadas horas ele finalmente chegava no local da festa,já era quase oito da noite,encontrou com os amigos e começaram a beber e a se divertirem

O tempo passava e lá fora o vento assobiava entre árvores e matos e o frio ficava mais intenso

Por volta das 4:00 horas da manhã a festa chegou ao final,algumas pessoas estavam de carro mas Jordiano estava a pé e começou o seu retorno pra casa

O frio estava cada vez mais forte mas para ele que havia tomado alguma bebida isso não incomodada muito

Passado uns minutos de caminhada na estrada Jordiano encontrou com uma mulher que estava sentada a beira da pista aparentemente estava com muito frio e medo

Ele foi ao encontro dela e disse se ela estava indo para o mesmo sentido que ele e lhe ofereceu companhia na madrugada

Ela sorriu para ele e disse que era tudo que ela queria,alguém para acompanha-la

Ele pegou em sua mão que estava gelada levantou ela e começaram a caminhar na estrada

Jordiano fazia perguntas mas ela não respondia apenas olhava pra ele,no começo estava tudo bem mas de repente ele começou a sentir arrepios e começou a sentir medo muito medo

A presença daquela mulher que havia despertado nele interesse e pena no inicio agora dava pavor

Quando estava no meio da estrada ela pediu para parar e disse para ele que havia chegado no seu lugar,Jordiano com a voz estremecida perguntou porque ela ia ficar ali naquela mata fechada

Foi então que sem dizer nada ela apontou para uma pedra que se via com a luz da lua onde havia uma cruz fincada na pedra era de um túmulo

O pavor foi tão grande que ele trançando as pernas correu gritando sem olhar para trás,sem olhar para aquela moça que ele havia acompanhado na madrugada

Depois do grande susto Jordiano veio a conhecer a verdadeira história da tal moça era de uma moça que havia sido assassinada na estrada


Os Nomes acima são fictícios qualquer semelhança com os fatos é mera coincidência

 

 

INDIQUE ESTE SITE !

 

 

 

Voltar

 

mensageirosdoceu.net - 2004 - 2016 - Todos os Direitos Reservados.